Fundos

DRT - Documentos Resistência Timorense - Fernando Lasama de Araújo

Fernando La Sama de Araújo nasceu a 26 de fevereiro de 1963, no suco Manutasi, Município de Ainaro, morreu a 02 de Junho de 2015. La Sama, destacado elemento do Movimento Juvenil, foi fundador da RENETIL (Resistência Nacional dos Estudantes de Timor Leste), a 20 de Junho de 1988, assumindo o cargo de Secretário-Geral. O seu envolvimento no movimento juvenil valeu-lhe a condição de prisioneiro político, desde 24 de Novembro de 1991 a 24 de Março de 1998. Poucos meses depois de estar preso em Cipinang, em 1992, o Ex-Presidente dos Estados Unidos da América, Jimmy Carter, agraciou Fernando La Sama de Araújo com o prémio Reebok Human Rights, como forma de reconhecimento pela sua participação na luta pela independência e contra a violação dos Direitos Humanos em Timor Leste. Licenciado na Faculdade de Letras na Universidade de Udayana, Denpasar-Bali, Indonésia de 1985 a 1991. Frequentou os estudos de Pós-Graduação na área de Meio Ambiente na Universidade de Melbourne, Austrália de 2000 a 2001. Foi o Fundador e Presidente do Partido Democrático (PD), deputado; Vice-Ministro para os Negócios Estrangeiros e Cooperação no II Governo Transitório da UNTAET (2001-2002), Presidente do Parlamento Nacional na II Legislatura (2007-2012), Presidente da República Interino, de 13 de Fevereiro a 17 de Abril de 2008, Presidente da Assembleia Parlamentar da CPLP (AP-CPLP), de 2011 a 2012, e Ministro de Estado Coordenador dos Assuntos Sociais e Ministro da Educação durante 3 meses, em 2015. No dia 09 de Agosto de 2016, a viúva de Fernando Lasama, Jacqueline Aquino Siapno, entregou ao AMRT um conjunto de documentos, desde a fundação da RENETIL, Secretário-Geral do RENETIL, até ao final da sua vida. Poucos dias depois, João S. Martins, quadro do Partido Democrático, entregou também um conjunto de documentos de La Sama: discursos políticos, documentos do Partido Democrático e correspondência sua no âmbito da RENETIL.

Lista de Fundos

Voltar